Abrir uma empresa para desenvolvedor de software

te aguarda

Muitos desenvolvedores trabalham de forma autônoma, sem uma contratação formal ou ainda com uma empresa constituída e eventualmente precisam emitir nota. Por outro lado, nem todos os desenvolvedores querem continuar trabalhando para alguém. Alguns sonham em abrir uma empresa, seja para maior realização pessoal e profissional ou normalmente, para ter maior segurança jurídica e legal.

Programadores, desenvolvedores, administradores de banco de dados cientistas da computação ou analistas de sistemas e, apenas para citar algumas das profissões mais em alta no mercado de trabalho, são profissionais alta e tecnicamente qualificados muito requisitados, ou no jargão geek são “mosca branca”. Com isso não somente surgem oportunidades de projetos e trabalhos que aqui na VALIAN entendemos que são oportunidades de negócios!

Ter seu negócio formalizado em um CNPJ traz inúmeros benefícios para os profissionais de tecnologia da informação: maior segurança jurídica ao contratar, acesso a serviços financeiros empresariais, possibilidade de atender mais clientes, emitir notas fiscais e faturas, separar as finanças profissionais das finanças pessoais, mas mais que isso ainda, ter uma carga tributária definitivamente menor.

Mas vamos lá: o que fazer afinal?  

O núcleo paralegal e tributário da VALIAN separou tudo que um desenvolvedor de software como você precisa saber para ter seu próprio negócio e abrir sua empresa da melhor forma possível afinal o setor de desenvolvimento de software no Brasil está bastante aquecido e abrir uma empresa na área pode ser bastante lucrativo.

Desenvolvedor de software, neste artigo você vai:

  • Compreender como a VALIAN entende as suas necessidades
  • Saber se ser ou não ser MEI (Microempreendedor Individual)
  • Saber quais os tipos empresariais para desenvolvedor de software
  • Entender a melhor classificação das atividades da sua empresa
  • Entender qual o melhor enquadramento tributário
  • Entender o que evitar ao abrir o seu próprio negócio
  • Entender as melhores práticas ao abrir uma empresa desenvolvedora de software
  • Compreender a importância da contabilidade para o seu negócio
  • Conhecer o que faremos pelo seu negócio
  • Conhecer como atuamos no dia a dia

Se não tem tempo a perder para abrir sua empresa é só clicar aqui.

O mercado do desenvolvedor de software

É inevitável pensar em tecnologia sem relacionar com tudo que utilizamos no nosso dia a dia: das redes sociais aos aplicativos móveis, dos sistemas de gestão até os portais de Internet. Enfim, atualmente é difícil dizer onde a tecnologia não está presente e mais que isso, onde não existam softwares rodando. O mercado é vasto e na nossa visão, não aparenta facilmente ter um limite visível. E é neste cenário que o desenvolvedor de software é o principal ator e transformador.

Considerando que os softwares adaptados às necessidades de cada cliente podem chegar a custar mais de R$ 30 mil, se você tem uma boa equipe de DEVs e consegue concluir projetos em grande velocidade e com qualidade, pode pegar vários clientes em curto período de tempo.

Na VALIAN, entendemos que em um mercado cada vez mais competitivo as empresas de tecnologia de software tendencialmente navegarão sempre no seu próprio oceano azul. Concorrência sempre existirá e apesar disso, ainda o desenvolvedor de software estará nadando de braçada, como diz o ditado.

Ainda assim, mais que avaliar o mercado, é imprescindível que a empresa contábil esteja preparada para não somente atender o desenvolvedor de software que está começando sua jornada como empreendedor: é preciso estar mais atenta a tudo que o profissional de tecnologia – prático, objetivo e descomplicado – essencialmente precisa. E é disso que entendemos. Pela nossa experiência, os empreendedores e especialistas em desenvolvimento de software, precisam de uma contabilidade que efetivamente seja também responsável pelo seu negócio, como por exemplo, emitir uma nota fiscal de serviços para os seus clientes e contratantes. Que a empresa contábil vá além do óbvio compreendendo que a jornada desta futura nova empresa de software só está começando.

Indicar bons caminhos, melhores práticas na gestão do negócio, ser consistente nos argumentos ou simplesmente estar a postos e ágil quando realmente é necessário é o que vemos no nosso dia a dia atendendo novos empreendedores e seus negócios. E por incrível que pareça, o que identificamos é que mesmo aos profissionais de tecnologia mais antenados em negócios contábeis online, quando nos escolhem é porque a tecnologia não é nosso fim, mas nosso meio de atuação. Afinal, ninguém que escolhe qualquer serviço que se diga ótimo, quer ser atendido por um bot ou ainda ter que fazer uma solicitação em um sistema de atendimento que não atende e ainda esperar por isso. 

Por fim, o desenvolvedor de software que pretende ter seu próprio CNPJ quer da sua contabilidade os melhores caminhos para efetivar esse desejo (ou necessidade). A contabilidade para o empreendedor invariavelmente é o primeiro dos parceiros de uma longa e contínua jornada.

Mas afinal, desenvolvedor de software pode ser MEI?

Este é o maior ponto de procura no Google Trends e no Google Discover, pode conferir. Se você chegou na VALIAN por lá também é porque nosso núcleo de atendimento vem identificando uma crescente procura pela formalização de empresas para desenvolvedores de software. E por isso compilamos tudo que você desenvolvedor de software precisa saber antes de abrir sua própria empresa desenvolvedora de software.

Desta forma, desenvolvedores de software acreditam que o MEI pode ser uma boa opção. Se enquadra no SIMPLES Nacional. Essas dúvidas são muito comuns entre profissionais da área como você. E as respostas são não e sim, respectivamente.

O MEI é foi criado para tirar da informalidade profissões mais simples, que não são de cunho intelectual ou científico. Enquanto profissionais que se dedicam à formatação e conserto de computadores, por exemplo, podem se enquadrar como MEI, aqueles que trabalham com a lógica da programação, criando e desenvolvendo programas, sites e aplicativos, não podem. Isso porque a atividade de desenvolvimento de aplicações é muito mais técnica e do ponto de vista acadêmico, muito mais intelectual. Um desenvolvedor de software invariavelmente conhece hardware sob a perspectiva computacional, quando um técnico em manutenção de computadores, não raramente desconhece carga computacional ou arquitetura de software. Sem demérito, todos profissionais são importantes, saliente-se, mas ainda assim uma realidade comum. Como alternativa, muitos colegas seus, ou até mesmo você, acabam atuando informalmente.

E como então abrir a empresa para um desenvolvedor de software?

Primeiro de tudo: você não precisa mais ter um sócio alheio ao negócio, como antigamente incluía-se os pais, os irmãos ou amigos com uma parte minoritária para ter uma empresa limitada, por exemplo. Atualmente existem 3 tipos societários empresariais para empreendedores individuais. OK, menos um problema correto?

Na VALIAN, nós recomendamos a abertura de uma sociedade unipessoal, que tem o resguardo legal de possuir um capital social menor que é muito importante e não necessita de um sócio. É um novo tipo de empresa que tem o melhor dos mundos em termos societários e legais para profissionais como você (e outros também que atuam individualmente, que não possuam alto capital social, etc). É a forma mais descomplicada para você ter seu CNPJ em menos de 15 dias e já começar a faturar.

O segundo ponto é classificar com a maior assertividade qual será o objeto social da nova empresa. Neste ponto é o contato pessoal e personalizado que a contabilidade fará com você em um papo rápido e objetivo para entender em qual cenário você desenvolverá suas atividades. É aquela hora que um bot não ajudaria. E é o momento que você verá que a atividade profissional de um contador não é tão diferente de um desenvolvedor de software. Para nós é parte do Compliance, para você é design ou experiência do usuário. Neste ponto é quando entenderemos de fato tuas necessidades, o porque da abertura da empresa, tua visão, teus planos e por aí vai.

Vamos dar um exemplo prático dos nossos clientes: grande parte das empresas de software que atendemos é exportadora de serviços e, portanto necessita a emissão de notas fiscais de exportação de serviços. Posteriormente precisará fazer operação de câmbio para receber seus honorários. Alguns dos nossos clientes mais recentes são advindos de outras empresas contábeis online que neste momento deixaram de atender tais clientes simplesmente porque eles, como poderia ser você, estava exportando! Nesse ponto a única coisa que podemos dizer é: leiam os termos e condições de serviços antes de contratar qualquer contabilidade.

E por fim, o terceiro e não menos importante é que grande parte das atividades relacionadas com a tecnologia da informação e desenvolvimento de software estão em grande parte delas enquadradas em alguma das tabelas do SIMPLES Nacional. É claro que a depender do que você como empreendedor ter como perspectiva para este novo negócio a partir da sua formalização. Existirão os casos que talvez o SIMPLES Nacional não seja a melhor forma de enquadrar a sua empresa, é difícil acontecer para não dizer raro.

Já leu o bastante ? Fale com a gente, é só clicar aqui.

Evite as escolhas fáceis e avalie bem as melhores práticas

É natural que todo futuro empreendedor que se preze queira fazer seu dinheiro e seu investimento valer mais. Aos profissionais mais técnicos e qualificados e, por que não dizer, práticos é muito normal que reduzir custos a todo pano, como diz o ditado, seja imprescindível e não é sem razão, ainda assim é fundamental que você como novo empreendedor avalie que preço não é valor e como você conhece na prática: nem todo software visualmente bonito é necessariamente melhor, mais completo ou que pior de tudo, não dê bug no primeiro login.

Como no gerenciamento de projetos é necessário avaliar bem as escolhas, porque elas definirão o curto e o médio prazo do seu próprio negócio, como citamos anteriormente: imagine você depois de alguns meses desenvolvendo sua empresa de software no modo “básico”, mas acaba fechando um contrato de exportação de serviços e justo no momento de receber, a sua contabilidade não te ajuda a emitir uma nota fiscal de exportação, não te ajuda a cadastrar no RADAR da Receita Federal ou pior ainda, rescinde os serviços contábeis por quebra de contrato e ainda te cobra por não ter lido os termos e condições ? Pois é, nós vivemos do lado do cliente a outra face do mercado contábil e por isso seguem algumas dicas do que evitar e quais as melhores práticas seguir.

5 pontos para você ficar atento:

  • É comum no mercado contábil classificar novas empresas para enquadrarem no MEI como se fossem serviços autônomos, quando não o são. Por isso a dúvida se o teu segmento pode ser incluído como MEI é tão grande. Relembrando em letras capitais: NÃO É e o jeitinho brasileiro pode custar caro.
  • Outro ponto comum no mercado contábil é classificar sua empresa fora do exato perfil que você indicou, mas que um contador reconsiderou. Se é desenvolvimento de software sob medida é isso e não desenvolvimento de software proprietário. Simples assim.
  • Não é raro para pequenas empresas de software emitirem notas fiscais com classificação como “prestação de serviços” simplesmente ou “serviços administrativos”. É errado e não tem razão de enquadrar a sua futura empresa desta forma.
  • Por ser comum, algumas empresas que contrataram sua empresa podem não te pagar simplesmente porque a classificação das suas notas fiscais não correspondam ao que efetivamente contrataram da sua empresa. Temos casos de pequenas empresas de software terem que passar por uma alteração contratual (que representa custos adicionais para você) para só então emitirem corretamente uma nota fiscal de valor significativo para só então receber seus honorários de desenvolvimento. Gato é gato, cachorro é cachorro.
  • Preço da contabilidade: você pode achar que estamos sendo parciais, mas não é. É só dar uma pesquisada pelo Google (ou em alguns muitos casos no ReclameAqui). Ir a fundo no nível de serviços de contabilidade, o que oferecem e principalmente, quais as condições da prestação dos serviços é fundamental. Você ainda não é nosso cliente, porém ainda assim não gostaríamos que passasse pelo que alguns dos nossos clientes passaram quando contrataram preço.

5 pontos para você considerar no seu novo negócio:

  • Ter já uma boa noção do que se pretende com a nova empresa, que é grande parte da razão de estar abrindo-a e começando a empreender, isto é, quais serviços serão prestados e qual a extensão deles, quais as expectativas de faturamento, se já possui carteira de clientes, se terá pessoas na equipe e por aí vai.
  • As entregas (os deliveries) de uma boa contabilidade demandam organização na gestão do seu negócio, portanto caso você não tenha experiência ou ainda, pouca experiência, é fundamental que informe ao contador que você escolheu deixar isso bem claro, porque assim tua nova experiência e mais recente perfil adquirido como empresário e gestor seja a mais saudável possível.
  • Gestão financeira é o pulmão de qualquer negócio e parte fundamental de uma contabilidade, portanto é importante refletir se você possui disposição ou perfil para assumir tal atividade da gestão financeira além daquelas de cuidar da operação técnica e especializada do negócio (que é o cérebro do seu novo negócio). Caso reflita que não seja, existem serviços especializados em gestão financeira e é mais barato que contratar uma pessoa apenas para fazer isso.
  • Ao avaliar qualquer empresa contábil tente extrair o máximo de informações da mesma para identificar se a mesma conhece o seu mercado, suas atividades e necessidades como novo empreendedor. Existem grandes e tradicionais empresas contábeis bem como grandes e tecnológicas empresas contábeis e, tanto uma como outra, se não reconhecerem onde o seu negócio está inserido e como você o vê, só te farão perder tempo e normalmente, tempo representa dinheiro.
  • Ao decidir pela sua empresa contábil, lembre-se que tal escolha é a primeira decisão estratégica do seu negócio. Então defina seus critérios, suas necessidades (inclusive de botar a mão na massa como emitir uma nota fiscal ou gerir o financeiro) e condições antes de qualquer coisa, afinal você é o cliente.

A contabilidade dá poder para qualquer negócio

Além de uma exigência legal, a elaboração de relatórios emitidos por um serviço de contabilidade da sua confiança, contendo as informações financeiras do seu negócio, é fundamental para uma boa gestão da sua empresa.

Todas empresas precisam de um serviço de contabilidade, como está previsto na Lei Federal 10.406/2002, art. 1.179, que afirma que toda empresa deve ter seus livros contábeis escriturados. Apenas o profissional de contabilidade, devidamente registrado no CRC (Conselho Regional de Contabilidade), pode escriturar e assinar os livros contábeis.

Uma boa contabilidade é para empresas, o que a Medicina é para as pessoas. E não à toa os símbolos de ambas ciências são muito parecidos, porque têm raízes comuns.

Uma boa contabilidade transforma dados em informações, transforma a saúde econômica e financeira dos negócios, gerencia com cuidado tudo que afeta o patrimônio da empresa e como poderá afetar o patrimônio dos seus sócios. Ademais, uma boa contabilidade indica melhores caminhos, aconselha as melhores práticas e auxilia na otimização dos recursos. Uma boa contabilidade faz seu tempo e seu investimento na empresa valerem mais.

Funções meramente escriturais estão no passado há anos, ainda assim o mercado contábil se acostumou a uma zona de conforto que clientes no mercado e não você, se contentem com o básico do que a contabilidade extrai de informação do seu próprio negócio e por isso é considerada a primeira decisão estratégica do novo empreendedor.

Além de cuidar de todos os detalhes de abertura da sua empresa, emitimos relatórios contábeis (DRE, Balanço Patrimonial, Balancete, Livro Caixa etc), fazemos previsão de impostos, emitimos suas notas fiscais e guias.

Nosso plano START é feito especialmente para descomplicar a abertura da sua empresa, sem termos ou condições obscuros, incluindo tudo que você precisa para começar a faturar, sob medida e personalizado e ainda assim acessível para sempre fazer seu investimento valer mais.

Ser descomplicado é entender o seu negócio e fazer a proposta certa.

E não simplesmente a partir de barato e na realidade sair mais caro para você fazer tudo.

 Leu, entendeu e gostou? Fale com a gente agora, é só clicar aqui.

 Afinal quem somos ?

A VALIAN é uma empresa de contabilidade gaúcha que descomplica a gestão de negócios para mais de uma centena de clientes em todo território brasileiro, especializada em pequenos e médios negócios nos setores de serviços especializados como a sua empresa será, com atendimento ágil e especializado nas suas necessidades. Uma VALIAN na contabilidade é tudo que sua nova empresa merece.